Mutirão quer regularizar 3,2 milhões de carros com IPVA 2024 atrasado em Minas
10/07/2024 10:02 em Minas Gerais

Quase 30% da frota de carros em Minas está com o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2024 atrasado. Os donos dos mais 3,2 milhões de automóveis terão que pagar juros e multa para regularizar a situação. O documento começa a ser exigido daqui a dois meses.

Na tentativa de reduzir o número de inadimplentes, um mutirão virtual de atendimento para regularização do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) está sendo realizado pela Secretaria de Estado de Fazenda. O serviço está disponível no site www.transito.mg.gov.br, na opção “Consultar Motivo: Veículo Não Licenciado”.

Após o motorista preencher um formulário eletrônico com as informações do veículo, o sistema informará as eventuais pendências para a emissão do documento. Ele também poderá falar com um atendente, que vai auxiliar na emissão das guias de pagamento.

Segundo o Governo de Minas, por meio do atendimento on-line, os proprietários de veículos terão a oportunidade de obter “soluções de forma simples, rápida e segura, sem a necessidade de deslocamento até um ponto presencial de atendimento”.

Além dos dados do IPVA, o Estado divulgou o balanço da Taxa de Renovação do Licenciamento Anual do Veículo (TRLAV). Em Minas, 3,3 milhões de veículos ainda estão sem a documentação de 2024.

Para ter acesso ao CRLV 2024 no formato digital ou impresso, é preciso ter quitado o IPVA, o seguro obrigatório, a TRLAV e eventuais multas.

Neste ano, os veículos com finais de placas 1, 2 e 3 têm prazo para licenciamento até 31 de agosto; já os veículos com placas finais 4,5 e 6 devem renovar o documento até 30 setembro; e o prazo para os automotores com placas finais 7,8, 9 e 0  é 31 de outubro.

O documento também está disponível no MG App, podendo ser impresso ainda por meio do site wwww.transito.mg.gov.br.

Conduzir um veículo que não esteja registrado e devidamente licenciado é infração gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47, sete pontos na CNH e remoção do veículo para um pátio credenciado até a regularização.

COMENTÁRIOS